• Fev
    22
    21h

Motta, Strauss, Beethoven

Teatro Nacional de São Carlos, Lisboa

Com Direção Musical de Pedro Neves.

bilhetes

Sinopse

Dada a sua versatilidade e profunda cultura, José Vianna da Motta personificou o “músico completo” idealizado pelo seu professor e amigo Franz Liszt. Celebrado pianista, Vianna da Motta também se dedicou desde muito cedo à composição, sendo considerado como o iniciador da música de caráter nacional. Cenas nas montanhas, op.14, peça para formação de cordas, data de 1898. Outra obra para cordas deste concerto é Metamorphosen de Richard Strauss escrita durante o final da Segunda Guerra Mundial e cuja estreia ocorreu em janeiro de 1946. A estrutura geral da peça assenta numa introdução lenta, numa secção central mais rápida e num regresso ao tempo da secção inicial similar à estrutura do seu poema sinfónico Morte e transfiguração, op.24 composto em 1889. A Sinfonia n.º3 em Mi bemol maior, op.55 com quatro andamentos de Ludwig van Beethoven foi composta entre 1803 e 1804. É considerada como um marco importante na transição do período Clássico para o Romântico. Foi inicialmente dedicada a Napoleão Bonaparte, que para Beethoven personificava os ideais democráticos e anti-monárquicos. Porém, a dedicatória foi retirada quando Napoleão se coroou Imperador de França.

Ficha Técnica

Direção Musical | Pedro Neves 

 

Orquestra Sinfónica Portuguesa
Maestrina Titular |  Joana Carneiro

Programa

Vianna da Motta  {1868-1948} | Cenas nas Montanhas

Richard Strauss  {1864-1949} | Metamorphosen

Ludwig Van Beethoven {1770-1827} | Sinfonia n.º3 ‘Eroica’, op.55

Adquira o seu bilhete aqui:

bilhetes